Publicado em: 12/08/2010 17:49:28 - Atualizado em: 16/08/2010 14:13:39
Por: Renata Mastromauro

Autor brasileiro lança livro sobre saúde bucal para crianças




Os dentistas do país ganharam uma ferramenta a mais para incentivar as crianças a cuidarem dos dentinhos. Trata-se do livro “A Boca Mágica”, de Ailton Sobral.

 

O livro aborda a saúde bucal de forma lúdica e bem humorada. Conta que, há muito tempo, os Três Primeiros dentes da terra, previram que um terrível vilão roubaria o sorriso de todas as crianças. Deixando o mundo eternamente triste. Somente um garoto, que tinha a boca encantada pelo Tridente Celeste, poderia mudar essa história: Lico. Além de combater Acido X, ele deveria convencer todas as crianças que elas só seriam realmente felizes se sorrissem com os próprios dentes. Sem cunho didático, o livro diverte e ensina ao mesmo tempo.

 

Ailton Sobral, autor dessa história, além de escrever, também ilustrou todas as páginas da obra. Após trabalhar muitos anos como diretor de arte em agências de publicidade em São Paulo, Sobral montou seu próprio estúdio de criação. Hoje, atende clientes, agências e desenvolve projetos editoriais, como o livro A Boca Mágica.

 

O livro já foi lançado em uma livraria de São Paulo, com direito a contadora de histórias e bonecos, que encantaram não só as crianças, mas também muitos adultos. No dia 22 de agosto, Sobral também estará na Bienal do Livro, também em São Paulo, novamente com contadoras de histórias que prometem divertir a todos que passarem por lá. E Ailton não para por ai. "Em breve pretendo ir a escolas e eventos de odontologia para apresentar o trabalho", revela o autor. 

 

Abaixo, leia a entrevista exclusiva que Ailton Sobral concedeu ao portal Dental Press.

 

 

De onde surgiu a ideia do livro? Qual a sua relação com a odontologia?

 

Surgiu depois que participei de um ciclo de palestras com grandes autores nacionais, como Ignácio de Loyola, Lygia Fagundes Telles, Tatiana Belink, entre outros. Até então não tinha nenhum interesse em escrever, fui ao evento apenas como curioso. Apesar do conhecimento riquíssimo que nos era transmitido pelos palestrantes, falando sobre suas experiências e processos criativos, o que me impactou realmente foi o encantamento dos que estavam na plateia. O brilho nos olhos daqueles "candidatos a escritor" mexeu comigo. Foi então, que meses depois, resolvi experimentar. Não com a intenção de escrever um livro e publicá-lo, queria apenas entender o que tanto fascinava aquelas pessoas em fazer literatura. Minha relação com a odontologia foi apenas como paciente.

 

 

Por que escolheu esse tema para um livro infantil? Qual o seu objetivo ao contar essa história?

 

A ideia do tema surgiu depois de um telefonema. Estava na cadeira da minha dentista, com a boca escancarada, suando frio, os olhos arregalados para aquela seringa que se aproximava, quando....trrrimmm, trrrrimmm, ela recolheu a seringa e teve que atender a uma urgência. Aquele alívio me levou pra outro mundo, o mundo do Tridente Celeste. [Risos]

 

Não parti do pressuposto: vou criar uma história que leve as crianças a cuidar dos dentes. A ideia era levar as crianças para uma aventura. E isso foi bom, tornou a história mais criativa e escapou de virar um sermão. Acho que a mensagem lúdica tem uma força transformadora muito grande.

 

O livro mostra o vilão, que leva os dentes para o céu da boca; ensina que os dentistas, como a própria personagem, são “enviados” para cuidar das bocas atingidas pelo terrível Ácido X; humaniza os dentes, aproximando-os das crianças... Mas acho que vai além, o livro também aborda temas como medo, a superação, sabedoria, solidariedade, amizade, etc.

 

No final, o livro acaba voltando no início da nossa conversa aqui, o poder da literatura. Lico, a personagem principal, descobre que a grande arma para vencer o vilão, não está na força, mas no encantamento, no convencimento. Resolve então escrever um livro, para dizer às crianças que elas só serão realmente felizes se sorrirem com os próprios dentes.

 

 

Você acha que o Brasil é carente de campanhas/ações que incentivem as crianças a cuidar da saúde bucal?

 

Acho que a saúde bucal precisa ser mais valorizada e estar mais acessível a todos. Para mim, a prevenção é, de longe, a ferramenta mais barata e mais poderosa no combate às doenças bucais. Acho que a escola está nos devendo uma ação mais articulada e menos superficial na prevenção de doenças.

 

 

Recentemente, foi realizado o lançamento do livro em uma livraria de São Paulo. Como foi a aceitação das crianças? Você acha que elas "captaram" a mensagem? Como os pais reagiram?

 

A editora Paulinas realizou um evento muito bacana. A Paula Knoll, nossa contadora de histórias, encantou as crianças e os adultos. Ela tem um modo muito peculiar de contar histórias, sempre usa como personagens objetos comuns encontrados em qualquer casa. Ficou a impressão de que eles gostaram, pois os livros até acabaram antes da hora. Acho que a ilustração que mais fez sucesso foi a do Lico na cadeira do dentista.

 

Enquanto fazia algumas dedicatórias, vários pais comentaram sobre a dificuldade de fazer com que os filhos pequenos escovem os dentes. Eles contaram que compram escovas com personagens, pastas coloridas, mas que não é uma tarefa das mais fáceis. Espero que o Lico possa ajudá-los.

 

 

Como os cirurgiões-dentistas podem utilizar a sua obra dentro dos consultórios?

 

Acho que livros infantis deveriam estar em todos os lugares frequentados por crianças. Assim como as revistas, eles também deveriam estar nas salas de espera. Num consultório médico, eles ganham ainda mais relevância, pois a criança normalmente está fragilizada, num lugar estranho e com pessoas estranhas ao seu convívio. Humanizar o contato através dos livros, de histórias, pode fazer a diferença. Imagino que a melhor maneira de utilizá-los é se apoderar do universo lúdico das histórias e usar seus personagens para interagir com a criança, criando um ambiente mais acolhedor.

 

 



Serviço:


Título: A Boca Mágica

Autor/ilustrador: Ailton Sobral

Editora: Paulinas

Formato: 24,0 x 22,0 cm

Páginas: 24

www.paulinas.org.br/loja

 

Blog do livro: http://a-boca-magica.blogspot.com

Twitter: @a_boca_magica

e-mail: boca_magica@ailtonsobral.com.br







Fonte: Jornalismo/Dental Press
Compartilhar: